Obras do BRT Norte-Sul em Goiânia são retomadas pelo Governo Federal

Obras do BRT Norte-Sul em Goiânia são retomadas pelo Governo Federal

O presidente Michel Temer, o prefeito de Goiânia, Iris Rezende, e o vice-governador de Goiânia, José Eliton, participaram em março da assinatura de ordem de serviços para a retomada das obras do Trecho 2 do Bus Rapid Transit (BRT) Norte-Sul. A primeira fase prevê a entrega ainda neste ano do corredor de ônibus entre o Terminal Recanto do Bosque e a Praça do Trabalhador, na capital goiana.

Com a ordem de serviço assinada, o Governo Federal repassará os recursos para a Prefeitura de Goiânia. Serão investidos no eixo mais de R$ 192 milhões, sendo R$ 140 milhões do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e R$ 52,6 de contrapartida do órgão municipal.

Ler mais

Força-tarefa do Governo Federal vai investir R$ 130,97 bilhões na conclusão de obras paradas em todo o País

Força-tarefa do Governo Federal vai investir R$ 130,97 bilhões na conclusão de obras paradas em todo o País

O Governo Federal vai investir R$ 130,97 bilhões na conclusão de 7.439 obras paradas em todas as regiões do Brasil até o final de 2018. São projetos rodoviários, de aeroportos regionais, de saneamento, de habitação, de mobilidade urbana, de saúde e de educação, entre outros. As ações fazem parte do programa “Agora, é Avançar”, lançado na última quinta-feira (9) em Brasília. Ler mais

TCE-SP registra falha no cronograma financeiro de 56,88% obras no Estado

TCE-SP registra falha no cronograma financeiro de 56,88% obras no Estado

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) realizou em setembro a sexta fiscalização-surpresa de 2017 em 212 cidades visando analisar o andamento e condições de obras públicas sob responsabilidade administrativa dos municípios. Ao todo, foram 234 projetos analisados entre as 20 regiões jurisdicionadas pelo órgão, demandando cerca de 200 agentes de fiscalização.

Do total de obras visitadas, 47% (110 obras) estão em fase de andamento e 20,09% (47 obras) seguem paralisadas por problemas contratuais, sendo que 72,34% não possuem justificativas detalhadas. Apenas 32,91% (77 obras) estão concluídas.

Ler mais