Brasil sobe para a oitava posição do ranking mundial de capacidade instalada de energia eólica

Brasil sobe para a oitava posição do ranking mundial de capacidade instalada de energia eólica

Em 2017, o Brasil subiu uma posição no ranking de capacidade instalada de energia eólica elaborado pelo GWEC (Global World Energy Council, na sigla em inglês), com 12,76 GW. Agora o País ocupa o oitavo lugar, ultrapassando o Canadá (12,24 GW).

“O Brasil vem galgando posições no Ranking Mundial de Capacidade Instalada Total de Energia Eólica de forma consistente. Em 2015, nós entramos no Ranking em 10º lugar e, desde então, subimos uma posição por ano”, explica Élbia Gannoum, Presidente da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica). O ranking é composto pela China (188,23 GW), Estados Unidos (89,08 GW), Alemanha (56,13 GW), Índia (32,85 GW), Espanha (23,17 GW), Reino Unido (18,87 GW) e França (13,76 GW).

Ler mais

ATENÇÃO ASSINANTES!

O acesso às edições mais recentes das revistas AU – Arquitetura e Urbanismo, Construção Mercado, Equipe de Obra, Infraestrutura Urbana e Téchne foi restabelecido em nossa plataforma digital.