Medida Provisória aumenta prazo para duplicação de rodovias concedidas entre 2013 e 2015

Medida Provisória aumenta prazo para duplicação de rodovias concedidas entre 2013 e 2015

O Governo Federal publicou no dia 19 de setembro a Medida Provisória 800/2017, que prorroga de cinco para 14 anos o prazo para investimentos em duplicação das rodovias concedidas à iniciativa privada. A decisão será aplicada às concessionárias vencedoras dos leilões entre 2013 e 2015.

A partir da publicação da MP, as empresas passam a ter o prazo de um ano para solicitar as mudanças no contrato de concessão vigente, onde o governo será responsável por realizar a suspensão das obrigações de investimentos e das multas até a efetivação do novo contrato. “A reprogramação dos investimentos originalmente assumidos por meio de contrato, observados as exigências de nível de serviço e os parâmetros técnicos estabelecidos no edital e refletidos no contrato”, diz a medida, destacando a priorização dos trechos com maior demanda.

Ler mais

Governo de São Paulo publica licitação da segunda fase de obras na rodovia Raposo Tavares

Governo de São Paulo publica licitação da segunda fase de obras na rodovia Raposo Tavares

O Governo de São Paulo, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), publicou na última quinta-feira (14) o edital 0004/2017 de licitação de modernização do último trecho da Rodovia Raposo Tavares (SP-270), entre os municípios de Ourinhos e Itapetininga.

De acordo com o governador Geraldo Alckmin, serão aplicados cerca de R$ 900 milhões, considerando R$ 600 milhões da segunda etapa da licitação e R$ 300 milhões que já foram autorizados durante a primeira fase. O investimento será feito pelo Banco Mundial por meio do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) e pelo Banco Santander, com garantia da Agência Multilateral de Garantia de Investimentos (Miga).

Ler mais

Duplicação da rodovia SP 360, que integra a Rota das Bandeiras, exigiu obras de contenção e drenagem em que foram especificados canais de gabiões e muros de terra armada

Duplicação da rodovia SP 360, que integra a Rota das Bandeiras, exigiu obras de contenção e drenagem em que foram especificados canais de gabiões e muros de terra armada

As histórias dos bandeirantes e suas expedições para explorar o território interiorano do estado de São Paulo inspiraram o surgimento da Concessionária Rota das Bandeiras, responsável pela gestão de uma malha viária de 297 quilômetros que compõe o Corredor Dom Pedro. Localizado num ponto estratégico para o escoamento da produção agrícola nacional, esse corredor comunica o Vale do Paraíba com a Região Metropolitana de Campinas e o Circuito das Frutas, próximo da cidade de São Paulo. Engloba 17 municípios de uma das áreas mais ricas do país, com 2,5 milhões de habitantes, e abrange cinco rodovias paulistas, entre elas, a SP 360, que vai de Jundiaí a Águas de Lindoia.

No trecho entre os quilômetros 67 e 81 da SP 360 (Jundiaí-Itatiba), a concessionária Odebrecht TransPort, por meio da Construtora Norberto Odebrecht, promoveu obras de duplicação da rodovia – o trabalho na faixa que atravessa uma área bastante urbanizada, com vários estabelecimentos comerciais e residenciais lindeiros, teria exigido uma série de desapropriações imobiliárias e provocado muitos transtornos aos usuários não fosse a utilização de métodos de contenção geotécnica e a projeção de canais para o escoamento adequado das águas pluviais.

Ler mais

Corredor Leste-Oeste ligará extremos de São Bernardo do Campo, em São Paulo

Corredor Leste-Oeste ligará extremos de São Bernardo do Campo, em São Paulo

A cidade de São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo, passa por uma grande remodulação viária para estruturar o transporte coletivo numa região marcada pelo grande adensamento populacional e pelo movimento pendular dos trabalhadores que saem do município em direção à capital estadual pela manhã e fazem o caminho contrário no fim do dia, gerando grandes congestionamentos. O maior projeto dessa reformulação é o Corredor Leste-Oeste, com 13 km de extensão. Ele começa perto da Rodovia dos Imigrantes, na zona Oeste, corta São Bernardo do Campo, passa sobre a Rodovia Anchieta e segue em direção à Praça dos Bombeiros, na outra ponta da cidade. Para concretizar esse percurso, o projeto envolve a desapropriação de 200 imóveis, a construção de três viadutos novos e a duplicação de diversas vias. Ler mais