Plano Nacional de Logística, que define investimentos até 2025, está em consulta pública

O Governo Federal abriu consulta pública sobre o Plano Nacional de Logística (PNL), que prevê os empreendimentos necessários para otimizar a infraestrutura até o ano de 2025. A proposta foi elaborada pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL), vinculada à Secretaria do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), com apoio do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação e parceria do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea).

O PNL visa propor soluções capazes de incentivar a redução dos custos, incrementar o nível de serviço para os usuários, aumentar a eficiência na movimentação das cargas e diminuir a emissão de poluentes nos modos rodoviário, ferroviário, dutoviário, aquaviário (hidrovias e cabotagem). “O PNL desde já traz elementos para tomada de decisão sobre investimentos, mas também é um legado para as próximas administrações federais que deverão definir futuras concessões, parcerias público-privadas e prioridades na aplicação do orçamento”, afirma José Carlos Medaglia Filho, diretor-presidente da EPL.

O trabalho identifica os pontos de estrangulamento e propõe soluções para melhoria da infraestrutura. Entre eles, está a possibilidade de se reduzir de 64% para 50% o volume total de cargas que circulam pelas rodovias brasileiras no ano de 2025.

As contribuições devem ser enviadas até o dia 20 de abril por meio da página da EPL.

Por Gabriel Gameiro

ATENÇÃO ASSINANTES!

O acesso às edições mais recentes das revistas AU – Arquitetura e Urbanismo, Construção Mercado, Equipe de Obra, Infraestrutura Urbana e Téchne foi restabelecido em nossa plataforma digital.