BNDES pretende investir R$ 54 bilhões em infraestrutura entre 2018 e 2019

As projeções do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) são de investimento de cerca de R$ 54 bilhões em financiamentos na área de infraestrutura entre 2018 e 2019. Os dados foram divulgados na última semana.

“Somente na área de energia, deveremos ter nesses dois anos cerca de R$ 32,6 bilhões em novos financiamentos do BNDES. Mas outras áreas também terão crescimento expressivo, especialmente nos setores de logística, com rodovias e ferrovias, e de hidrovias”, acredita Marilene Ramos, diretora de Infraestrutura do BNDES. Em energia, estão projetos de geração, transmissão e distribuição, setor que o banco tem priorizado – principalmente fontes renováveis como solar e eólica..

Vale lembrar que R$ 35,9 bilhões dos R$ 54 bilhões previstos já foram enquadrados ou estão em análise no banco. Outros R$ 18 bilhões deverão vir de novos financiamentos a partir dos leilões de energia. “Apesar da crise econômica, começamos 2018 com muito trabalho e muitos projetos para apoiar”, afirma Marilene.

Resultado de 2017
De acordo com o BNDES, a área de infraestrutura registrou um crescimento no ano passado em relação a 2016: enquanto as contratações de projetos cresceram 26%, de R$ 15,16 bilhões (2016) para R$ 19,45 bilhões (2017), os desembolsos aumentaram 13%, de R$ 17,54 bilhões (2016) para R$ 19,83 bilhões (2017).

Por área, em energia houve uma variação positiva de 52% nas contratações e de 69% nos desembolsos, mas nas áreas de saneamento, logística e mobilidade urbana o banco registrou um recuo de 44% nas contratações e de 23% nos desembolsos. “A queda deveu-se à soma de diferentes fatores, como os problemas enfrentados por projetos que tinham sócios envolvidos na Operação Lava Jato e a redução nos leilões de concessões de rodovias e aeroportos nos anos anteriores”, justifica o BNDES.

ATENÇÃO ASSINANTES!

O acesso às edições mais recentes das revistas AU – Arquitetura e Urbanismo, Construção Mercado, Equipe de Obra, Infraestrutura Urbana e Téchne foi restabelecido em nossa plataforma digital.