Governo Federal autoriza destinação de mais R$ 1 bilhão para metrô do Rio de Janeiro | Infraestrutura Urbana

Financiamento

Notícias

Governo Federal autoriza destinação de mais R$ 1 bilhão para metrô do Rio de Janeiro

Agora, o máximo a ser liberado pelo BNDES é de R$ 4,6 bilhões para esse tipo de obra

Luísa Cortés, do Portal PINIweb
1/Abril/2016

O Conselho Monetário Nacional (CMN), formado pelos ministros da Fazenda, pelo do Planejamento, do Orçamento e Gestão e pelo Presidente do Banco Central ampliou na última quinta-feira (31) os limites de contratação de financiamento para empreendimentos de infraestrutura associados à realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Katarine Almieda/Linha 4 Sul

Na prática, a medida, causada pela alteração do art. 9° da Resolução n° 2.827, amplia em R$ 1 bilhão os limites para tais tipos de acordo. Nessa categoria, encontra-se a conclusão da Linha 4 do metrô do Rio de Janeiro. Dessa forma, o valor máximo a ser liberado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) para obras como essa é de R$ 4,6 bilhões.

Viviane Varga, chefe de assessoria econômica do Tesouro Nacional, explica a medida. “O Estado do Rio alegou necessidade de aumentar o financiamento para a Linha 4. A justificativa foi que houve uma ampliação do projeto da estação da Gávea em função de riscos geológicos, entre outras questões técnicas”, afirmou.

Para receber o dinheiro, entretanto, um projeto de lei deve ser aprovado na Assembleia Legislativa (Alerj). Tal texto pede autorização para contrair um financiamento de R$ 989,2 milhões junto ao BNDES para a conclusão da Linha 4. Desse valor, R$ 489 milhões serão utilizados para a finalização do trecho olímpico, que compreende as estações Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, São Conrado e Jardim Oceânico. O restante será utilizado para a segunda fase do projeto, composta pela escavação de um trecho de túnel até a Gávea e a construção da estação.

O projeto de lei enviado à Alerj será levado a plenário pela segunda vez na próxima terça-feira (5), já que, da primeira, foi questionada a capacidade do estado de arcar com as dívidas.

A Linha 4 do metrô será composta pelas estações Jardim Oceânico, São Conrado, Gávea, Antero de Quental, Jardim de Alah e Nossa Senhora da Paz, ao longo de seus 16 km de extensão.