Mais um túnel é concluído na construção da Linha 5-Lilás do Metrô de São Paulo | Infraestrutura Urbana

Transporte

Notícias

Mais um túnel é concluído na construção da Linha 5-Lilás do Metrô de São Paulo

Ligação entre o Largo Treze e a Chácara Klabin já conta com 90% dos túneis escavados

Luísa Cortés, do Portal PINIweb
22/Fevereiro/2016

A tuneladora "Lina" - nome dado em homenagem à arquiteta modernista Lina Bo Bardi - chegou na última sexta-feira (19) ao poço de serviço Bandeirantes, concluindo as escavações do segundo túnel de 4,9 km do prolongamento da Linha 5-Lilás do Metrô de São Paulo. A estrutura, localizada entre as estações Adolfo Pinheiro (em operação entre agosto de 2014) e Campo Belo (em construção), começou a ser executada em dezembro de 2013.

Ao mesmo tempo, a tuneladora "Tarsila" - em homenagem a Tarsila do Amaral - fez o mesmo trajeto em paralelo e concluiu as escavações em novembro de 2015. Assim, a ligação entre o Largo Treze e a Chácara Klabin já conta com 90% dos túneis escavados.

O processo, que já acontece há dois anos, consiste na escavação de cerca de 10 metros por dia a uma profundidade médias de 25 metros, enquanto, simultaneamente, os anéis de revestimento de concreto eram instalados. Isso garantiu que os túneis já estivessem preparados para a montagem dos trilhos e a instalação dos sistemas de alimentação elétrica, sinalização e de telecomunicações.

Foram necessários cerca de 2.800 anéis de concreto, com 22,5 toneladas cada, para ser possível construir os 4,9 km de cada um dos túneis, para os quais foram escavados cerca de 160 mil m³ de terra. O túnel escavado por Lina é o correspondente à Via 1, sentido estação Capão Redondo. Aquele feito por Tarsila corresponde à Via 2, e segue rumo à Chácara Klabin.

Lina é composta por roda de corte de 6,9 metros de diâmetro e 108 metros de comprimento. Pesa 720 toneladas e conta com câmara de compressão, motores hidráulicos, parafuso sem fim (que faz retirada do material escavado), esteira para o transporte do solo, eretor (equipamento que faz a montagem dos anéis de concreto) e o backup com cabine de comendo, painéis de controle, transformador de energia, tanque hidráulico, sanitários, refeitório e trailers para o movimento de materiais. Aproximadamente 112 pessoas trabalham em sua operação.

"É uma grande obra que vai beneficiar muito a população de São Paulo, 5.600 empregos diretos e para cada emprego direto dois a três empregos indiretos", ressaltou o governador Geraldo Alckmin.

A Linha 5-Lilás está localizada entre o Largo Treze e tem 11,5 km de extensão e 11 estações (Adolfo Pinheiro, Alto da Boa Vista, Borba Gato, Brooklin, Campo Belo, Eucaliptos, Moema, AACD-Servidor, Hospital São Paulo, Santa Cruz e Chácara Klabin). A estação Adolfo Pinheiro já foi entregue à população, e a sua operação comercial teve início em agosto de 2014.

Após a conclusão das obras, a linha contará com 20 km de extensão e 17 estações. A previsão de demanda diária da linha completa é de 781 passageiros. O investimento é de R$ 9,5 bilhões.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos