Grupo de trabalho vai discutir a construção de ferrovia de 3,7 mil km entre o Brasil, a Bolívia e o Peru | Infraestrutura Urbana

Transporte

Notícias

Grupo de trabalho vai discutir a construção de ferrovia de 3,7 mil km entre o Brasil, a Bolívia e o Peru

Corredor Ferroviário Bioceânico é considerado um dos maiores projetos de infraestrutura ferroviária na América Latina

Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb
24/Março/2017
Pixabay

Reunião realizada na última quarta-feira (22) em La Paz, na Bolívia, entre autoridades bolivianas, do Brasil, do Peru, do Paraguai e do Uruguai retomou as discussões sobre a construção da Rota Ferroviária Bioceânica. Um grupo de trabalho será criado para o desenvolvimento do projeto, que tem como objetivo beneficiar a interação comercial entre os países e mercados mundiais.

O projeto é considerado um dos maiores no setor da infraestrutura ferroviária na América Latina, com cerca de 3.700 km de extensão, que permitirá a integração ferroviária entre Brasil, Bolívia e Peru, ligando os Portos de Santos, no Oceano Atlântico, ao de Ilo, no Pacífico.

O representante do ministério das Relações Exteriores, ministro João Carlos Parkinson de Castro, ressaltou que o Brasil possui grande interesse na obra e que poderá ser o pioneiro interligando as ferrovias já existentes entre Brasil e Bolívia, ALL-RUMO Malha Oeste e Ferrovia Oriental S.A.

"O governo apoia estudos mais detalhados que demonstrem a importância do corredor ferroviário e que contribuam para sua concretização", disse Herbert Drummond, o secretário de Políticas Nacional de Transportes do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil.

Com interesse de um futuro apoio e financiamento do projeto, a delegação brasileira ainda participou de uma reunião bilateral com representantes da Alemanha.