Dersa conclui detonação do maior túnel do trecho Norte do Rodoanel, em São Paulo | Infraestrutura Urbana

Transporte

Notícias

Dersa conclui detonação do maior túnel do trecho Norte do Rodoanel, em São Paulo

Obra com 44 km de extensão ligará os trechos Oeste e Leste da via e deverá ser entregue em março de 2018

Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb
19/Junho/2017

Na última semana, a Desenvolvimento Rodoviários S/A (Dersa) cumpriu uma nova etapa na construção do trecho Norte do Rodoanel Mario Covas, na Zona Norte de São Paulo: a detonação de rochas entre o trecho que liga o lado leste ao oeste do túnel de escavação 301. Na ocasião, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, realizava uma visita técnica ao canteiro de obras de lotes 2 e 3.

"Estamos dando mais um passo para a conclusão do Rodoanel. Falta a última etapa para fechar os 180 km do rodoanel metropolitano. Envolve três municípios: São Paulo, Guarulhos e Arujá. Estamos com 5,2 mil pessoas trabalhando em todos os seis lotes. Nós pretendemos entregar todo o eixo principal até março de 2018, além da ligação com a Rodovia Fernão Dias. Com o projeto, nós ligaremos o maior porto brasileiro ao maior aeroporto, sem passar por dentro de São Paulo", disse Alckmin.

De acordo com a Dersa, a etapa de detonação e construção do túnel 301, localizado no Parque Estadual da Serra da Cantareira, foi um dos grandes desafios de toda a obra, já que é o mais extenso do trecho Norte do Rodoanel, com 1,7 km.

Considerada a maior obra viária do país, o Rodoanel Norte possui 44 km de extensão e é responsável por interligar os trechos Oeste e Leste. Com início na Avenida Raimundo Pereira Magalhães (SP-332) e término na rodovia presidente Dutra (BR-116), o trecho dará acesso à rodovia Fernão Dias (BR-381) e ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, com 3,6 km de ligação exclusiva. A expectativa do governo estadual é que o Rodoanel Norte diminua em 23% o volume diário médio (VDM) de caminhões na Marginal Tietê, aproximadamente 18,3 mil caminhões.

Serão realizadas também obras de terraplanagem em 8,2 km do futuro Trecho Norte do Anel Ferroviário Metropolitano, que será um ramal ferroviário com 52 km de extensão que ligará as estações de Manoel Feio, em Itaquaquecetuba, e Perus, em São Paulo, além de criar um desvio aos trens de cargas que hoje utilizam os mesmos trilhos dos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

A execução do Rodoanel Norte, financiada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e pela União, tem investimento previsto de R$ 8,1 bilhões, sendo R$ 4,3 bilhões para as obras e R$ 3,8 bilhões para compensações ambientais, desapropriações, interferências, projetos, supervisão, gerenciamento, comunicação e obras complementares.