Concessionária decide devolver o Aeroporto de Viracopos, em Campinas, à Anac | Infraestrutura Urbana

Transporte

Notícias

Concessionária decide devolver o Aeroporto de Viracopos, em Campinas, à Anac

Grupo é formado pelas empresas Egis Airport Operation, UTC Participações e Triunfo Participações, que pediu recuperação extrajudicial recentemente

Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb
31/Julho/2017

A concessionária Aeroportos Brasil Viracopos S.A. (ABV), atual responsável pela administração do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo, comunicou na última sexta-feira (28) que devolverá o terminal à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A decisão foi tomada após assembleia com acionistas, que autorizaram o início do processo de Relicitação do Objeto do Contrato de Concessão, como previsto na Lei nº 13.448/17.

Divulgação: Aeroportos Brasil

Segundo o grupo, o processo "busca garantir a adequada continuidade da prestação dos serviços aos usuários". "Somado ao impacto da crise econômica, existe o impasse em relação as tarifas cobradas para movimentação de carga, que representam quase 60% do faturamento de Viracopos", informa a nota divulgada pelo grupo. É citado no texto também a redução da tarifa para transporte de carga, em regime aduaneiro, de R$ 0,50 para R$ 0,08 por quilo de mercadoria, com reconhecimento posterior e parcial da recomposição financeira, que interferiu diretamente no reequilíbrio econômico-financeiro do contrato que não foi possível efetivar.

Conforme informações da concessionária, até o momento foram investidos cerca de R$ 3 bilhões no novo terminal com capacidade para 25 milhões de passageiros por ano, além das 28 pontes de embarque, sete novas posições remotas de estacionamento de aeronaves, um edifício-garagem, três pátios de aeronaves, pistas de taxiamento e uma nova via de acesso ao aeroporto.

A divisão do capital do aeroporto atualmente está em 51% para o consórcio ABV e 49% para a Infraero. Dentro da concessionária, 45% são da UTC Participações, 45% da Triunfo Participações e 10% para a Egis Airport Operation. Na última semana (http://construcaomercado.pini.com.br/negocios-incorporacao-construcao/negocios/controladora-do-aeroporto-de-viracopos-triunfo-participacoes-pede-recuperacao-extrajudicial-382437-1.aspx), a Triunfo Participações e Investimentos homologou o pedido de processo de recuperação extrajudicial devido à execução de dívidas por parte dos credores; garantias das controladas de concessão rodoviária Concer e Concebra; bloqueios judiciais de ativos operacionais e financeiros essenciais para a manutenção; restrições de liquidez; queda de desempenho operacional e necessidades de aportes não previstos na Concer, Concebra e Vessel-Log.

Após o processo que tem em média duração de 24 meses, o aeroporto voltará a ser operado pela Anac.

Leia mais:

Aeroporto Internacional de Campinas é projetado para ser o maior da América Latina. Em construção, terminal de 145 mil m² tem 28 pontes de embarque