Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco deve ser finalizado até o final do ano, afirma ministro | Infraestrutura Urbana

Saneamento

Notícias

Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco deve ser finalizado até o final do ano, afirma ministro

Helder Barbalho ainda disse que o Eixo Norte está 91,25% concluído e tem conclusão prevista para o primeiro trimestre de 2017

Luísa Cortés, do Portal PINIweb
23/Novembro/2016
Divulgação: Ministério da Integração Nacional

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, afirmou na última terça-feira (22) que mais de 90% das obras do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco estão prontas e é previsto que tudo seja finalizado até dezembro. A água deve, ainda, chegar até Monteiro, na Paraíba, em fevereiro, e em Campina Grande em abril de 2017.

Já o Eixo Norte apresenta 91,25% de conclusão, e deve ser entregue até o primeiro trimestre do ano que vem. A água deve chegar até os estados do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte no segundo semestre de 2017.

"É um grande equívoco dizer que as obras estão paralisadas. Já estão concluídas 90,8% das estruturas e o restante está em construção, com exceção de um trecho do eixo norte que estava sob responsabilidade da empresa Mendes Júnior, mas que já estamos providenciando a substituição", disse Barbalho.

A substituição será realizada devido a faltas de condições técnicas e financeiras notificadas pela própria empresa, para executar os dois contratos da Meta 1N do eixo norte, que percorre a captação do rio São Francisco em Cabroró, em Pernambuco, até o reservatório de Jati, no Ceará.

Um novo processo licitatório foi iniciado no dia 7 de novembro, com consulta pública da minuta do edital e seus anexos. As contribuições serão aceitas até o dia 29 de novembro. A assinatura do contrato está prevista para o início de fevereiro de 2017.

O empreendimento tem 477 km de extensão, com a construção de quatro túneis, 14 aquedutos, nove estações de bombeamento, 27 reservatórios, nove subestações de 230 quilowatts e 270 km de linhas de transmissão em alta tensão. O projeto deverá beneficiar 12 milhões de pessoas, em 390 municípios dos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, além de 294 comunidades rurais às margens dos canais da obra.