Ponte Laguna utiliza dois tipos de impermeabilizante | Infraestrutura Urbana

Transporte

Tecnologia

Ponte Laguna utiliza dois tipos de impermeabilizante

Estrutura localizada no Bairro do Panamby, na capital paulista, recebe verniz impermeabilizante, que é antipichação

Dirceu Neto
Edição 73 - Agosto/2017
DIVULGAÇÃO/VIAPOL

Entregue em maio de 2016, a Ponte Laguna, localizada no Bairro do Panamby (Zona Sul de São Paulo), foi a primeira a ser construída na cidade já com ciclovia instalada. Além disso, é uma das poucas obras de infraestrutura em que se fez aplicação de verniz impermeabilizante, objetivando a resistência a intempéries e, principalmente, com característica antipichação.

Conforme explica José Eduardo Granato, gerente técnico da Viapol, empresa responsável pelo fornecimento do produto, o material foi utilizado em toda a estrutura aparente da ponte. 'Com exceção do pavimento em si, pois no Brasil ainda não há o costume de impermeabilizar o tabuleiro', explica. No mais, todas as estruturas aparentes foram revestidas.

Na primeira etapa da aplicação foi realizado um lixamento abrasivo com uma lixa grana 36. 'A função do lixamento é retirar a massinha de cimento superficial, alguma poeira ou sujeira', afirma Granato. A superfície a ser tratada deve estar sã, absorvente, limpa e seca, isenta de vernizes, tintas, desmoldantes, ceras, pó, fungos, bolor ou qualquer tipo de material que possa prejudicar a aderência do impermeabilizante.

Conteúdo exclusivo para leitores
cadastrados ou assinantes da revista Infraestrutura Urbana

Ainda não é um assinante PINI?
Escolha uma das opções abaixo e faça já sua assinatura.