Barreiras pré-moldadas de concreto fazem a separação de trecho de 49 km da Rodovia dos Tamoios, em São Paulo | Infraestrutura Urbana

Transporte

Tecnologia

Barreiras pré-moldadas de concreto fazem a separação de trecho de 49 km da Rodovia dos Tamoios, em São Paulo

Dirceu Neto
Edição 72 - Julho/2017
GUILERME PUPO/ECOVIA
Estrutura de peças prémoldadas faz a separação na parte central de trecho da Rodovia dos Tamoios

Entre todas as estradas do país, a Rodovia dos Tamoios, no estado de São Paulo, foi a que mais investiu em barreiras pré-moldadas de segurança. Ao todo, foram 49 quilômetros de barreiras do tipo New Jersey, instaladas em 2014 durante a duplicação do Trecho Planalto, que vai do km 11,5 ao 60,5. As barreiras foram aplicadas tanto no centro da via quanto em alguns pontos na lateral das pistas.

Na época, ainda não havia sido feito o leilão de concessão, e a responsável pela operação e duplicação da rodovia foi a Dersa, controlada pelo governo do estado de São Paulo. O projeto optou, então, pela barreira pré-moldada NJ100, da Segurvia, empresa especializada na prestação de serviços e fabricação de barreiras de segurança pré-moldadas, de Florianópolis (SC), que trouxe a tecnologia europeia para o Brasil em 2010.

Trata-se de um sistema formado por blocos de concreto pré-moldado de alto desempenho e barras de aço, que interligadas longitudinalmente formam uma espécie de parede de proteção. Quando ocorre um acidente, o sistema é capaz de absorver o impacto e redirecionar o veículo na trajetória inicial, devido principalmente à base inclinada e flexibilidade da estrutura.

Conteúdo exclusivo para leitores
cadastrados ou assinantes da revista Infraestrutura Urbana

Ainda não é um assinante PINI?
Escolha uma das opções abaixo e faça já sua assinatura.