Pré-lajes do Trecho Norte foram feitas com o cimento CP V-ARI, ideal para a fabricação de elementos pré-moldados de concreto que exigem rápido manuseio | Infraestrutura Urbana

Transporte

Soluções técnicas

Pré-lajes do Trecho Norte foram feitas com o cimento CP V-ARI, ideal para a fabricação de elementos pré-moldados de concreto que exigem rápido manuseio

Edição 66 - Janeiro/2017

Para tocar as obras de maneira mais ágil e tornar, ao mesmo tempo, a estrutura das pontes e viadutos mais resistente às patologias que poderiam futuramente ser provocadas pela umidade da região da Serra da Cantareira, a M3SP produziu as pré-lajes com o cimento CP V-ARI, que apresenta uma das mais altas resistências do mercado, tendo adotado ainda o concreto de agregados especiais.

Os agregados foram escolhidos por ter menor propensão às chamadas reações álcali-agregado (RAA), que podem atingir o concreto em idades tardias sob algumas condições climáticas específicas. Trata-se de um dos fenômenos que mais interferem na durabilidade do concreto.

Quimicamente, as RAA são processos nos quais alguns constituintes mineralógicos reagem com hidróxidos alcalinos provenientes do cimento, da água de amassamento ou de agentes externos, que estão dissolvidos nos poros do concreto. Como produto da reação, forma-se um gel higroscópico expansivo. A reação álcali-agregado pode acontecer de várias formas, desde expansões e movimentações diferenciais nas estruturas até fissurações, de pipocamentos até a redução das resistências à tração e compressão.

Conteúdo exclusivo para leitores
cadastrados ou assinantes da revista Infraestrutura Urbana

Ainda não é um assinante PINI?
Escolha uma das opções abaixo e faça já sua assinatura.