Remodelação da Praça Mauá, na zona portuária do Rio de Janeiro, privilegia circulação a pé, por ciclovia e por VLT | Infraestrutura Urbana

Urbanismo

Modelo de projeto

Remodelação da Praça Mauá, na zona portuária do Rio de Janeiro, privilegia circulação a pé, por ciclovia e por VLT

Por Mariana Siqueira
Edição 53 - Dezembro/2015

THALES LEITE/DIVULGAÇÃO FUNDAÇÃO ROBERTO MARINHO
A nova praça conta com 11 mil m² de diferentes tipos de granito, com luminárias de led administradas por sistema de telegestão e sistema de drenagem especial com canaletas embutidas, quase imperceptíveis da vista do usuário. O VLT, que atravessa a praça de leste a oeste, é um dos primeiros do mundo projetados sem os cabos para captar energia elétrica em fios suspensos, com abastecimento de energia feito por sistema de alimentação pelo solo

Mais de 5 milhões de metros quadrados no centro do Rio de Janeiro estão sendo transformados em um novo cartão postal para a cidade pelas ações do programa Porto Maravilha. A demolição do Elevado da Perimetral liberou a frente marítima e permitiu que a Praça Mauá reassumisse sua vocação de espaço público articulador entre a Zona Portuária e a Baía de Guanabara, passando de 4 mil m² para os atuais 25 mil m².

'Inúmeros desafios foram encontrados para a implantação do projeto. O maior de todos, sem dúvida, foi o de derrubar a Perimetral e promover uma mudança de paradigma de um urbanismo viário para outro que privilegia o pedestre', conta Luiz Carlos de Souza Lobo, diretor de Operações da Companhia de Desenvolvimento do Porto (Cdurp).

Agora, a Via Expressa e Via Binário a atravessam por baixo da terra, através dos túneis Prefeito Marcello Alencar e 450, e a Praça conta com amplas áreas calçadas e arborizadas, bancos e outros equipamentos públicos, além de ciclovia que conectará todo o perímetro de intervenção, integrada às ciclovias existentes. Carris metálicos aguardam o início da operação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), marcado para 2016. O novo modal deve integrar metrô, trem, barcas, teleférico e ônibus.

Conteúdo exclusivo para leitores
cadastrados ou assinantes da revista Infraestrutura Urbana

Ainda não é um assinante PINI?
Escolha uma das opções abaixo e faça já sua assinatura.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos