Elevado do Joá: saiba como foi feita a recuperação estrutural | Infraestrutura Urbana

Transporte

Projeto viário

Elevado do Joá: saiba como foi feita a recuperação estrutural

Por Thalita Pires
Edição 48 - Maio/2015
 

Fotos: Divulgação Concremat
Situado em uma encosta à beira do mar, o Elevado sofre com a corrosão de suas estruturas pela alta concentração de cloretos

O Elevado do Joá, com 1,1 km de extensão, é uma artéria vital no sistema de tráfego do Rio de Janeiro. A via faz parte da ligação entre Barra da Tijuca e São Conrado, ajudando a dar vazão a um dos deslocamentos mais densos da cidade: zona Oeste - zona Sul. Cerca de 130 mil veículos fazem uso do elevado diariamente.

Construído entre 1968 e 1972, o Joá foi um marco da engenharia brasileira: a construção do elevado em pistas superpostas foi pioneira no País. Para completar, a localização do elevado, numa encosta à beira-mar sujeita ao impacto das ondas, tornava o ambiente inóspito para uma obra deste porte e foi um obstáculo importante a ser superado.

Conteúdo exclusivo para assinantes da revista Infraestrutura Urbana

Outras opções