Soluções técnicas: piso de concreto com fibras de aço | Infraestrutura Urbana

Transporte

Soluções técnicas: piso de concreto com fibras de aço

Por Rodnei Corsini
Edição 44 - Novembro/2014

Pisos de indústrias e de galpões costumam requerer alta resistência. Para atender a essa necessidade, podem ser executados com concreto reforçado com fibras de aço. Essas fibras, de pequenas dimensões, são responsáveis pelo reforço do pavimento e podem ser misturadas diretamente no caminhão-betoneira eliminando a armação do piso.

A função das fibras de aço é reforçar o concreto desempenhando o mesmo papel da armadura tradicional.

Por se distribuírem aleatoriamente no concreto, elas reforçam a seção do piso em todas as direções, dão bom controle de fissuração e proporcionam maior estabilidade e integridade às juntas.

As fibras de aço são fornecidas por diversos fabricantes com algumas variações (em geral, variam comprimentos e diâmetros). As fibras devem preferencialmente ter resistência à tração maior que 1.000 MPa e ter seus extremos dobrados para melhor ancoragem no concreto.

Projeto das fibras
No projeto de um piso de concreto reforçado com fibras de aço são especificadas, basicamente, as seguintes características: resistência à flexão do concreto, espessura do piso, dosagem das fibras de aço (por metro cúbico), eventuais reforços de aço posicionados em áreas críticas e plano de corte das juntas. Para a dosagem das fibras, devese observar seus valores de tenacidade informados pelo fabricante. A geometria das fibras costuma ser similar entre diferentes fornecedores, variando comprimentos e diâmetros. Após a cura, as fibras atuam como reforço em toda a extensão do pavimento.

DANIEL BENEVENTI
Clique para ampliar

1. Lançamento
A dosagem e o traço do concreto vão variar conforme o projeto e as características da fibra de aço escolhida. As fibras podem ser adicionadas na usina de concreto ou diretamente no caminhãobetoneira. O lançamento do concreto deve ser uniforme para facilitar os trabalhos de adensamento.

2. Adensamento
O adensamento do concreto é feito após seu lançamento. Pode ser feito ou com régua vibratória ou com equipamento laser screed, uma máquina para nivelamento que dá mais produtividade e precisão à tarefa.

3. Primeira fase de acabamento
O acabamento superficial nessa fase é feito com rodos. Caso haja afloramento de muitas fibras à superfície, elas podem ser puxadas com alicate - bastando fazer a recomposição com desempenadeira. Se permanecerem poucas fibras na superfície, não há comprometimento estrutural, pois elas não propagam a oxidação por serem descontínuas. E, como possuem diâmetro da ordem de décimos de milímetro, os óxidos gerados não são suficientes para produzir lascamento superficial.

4. Aspersão de agregados
Para minimizar o aparecimento de fibras é possível, ainda, aspergir agregados minerais de alta dureza. Embora esse recurso não seja obrigatório para obter resultados satisfatórios, os agregados melhoram a resistência à abrasão da superfície do concreto.

5. Segunda fase de acabamento
Para o acabamento superficial final, são utilizados acabadores ou alisadores de concreto em quantidades e tamanhos adequados à produtividade desejada.

6. Corte de juntas
O corte das juntas de dilatação deve seguir o plano estabelecido no projeto. Mas, raramente, alguns projetos especificam pisos sem juntas.

7. Cura e aplicação de selantes químicos
Para a cura do pavimento existem dois procedimentos possíveis. Na cura úmida, o piso é mantido saturado com água e coberto com lona ou outra membrana. Na cura química, são usados produtos específicos para evitar a perda de água do concreto. Após a cura, as juntas de dilatação são seladas.

Colaboração: Paulo Sérgio Bastos, professor da Faculdade de Engenharia da Universidade Estadual Paulista (Unesp, campus de Bauru)

Fontes: "Concreto com fibras", Antonio Domingues de Figueiredo (capítulo do livro Concreto: Ensino, Pesquisa e Realizações, Ibracon) e Catálogo ArcellorMittal

Veja mais:
Veja como funciona: Piso de concreto com fibras de aço

Destaques da Loja Pini
Aplicativos