Estação de integração de ônibus | Infraestrutura Urbana

Transporte

Projeto orçado

Estação de integração de ônibus

Plataformas de transporte público de Caxias do Sul (RS) organizam linhas coletoras e troncais no centro da cidade. Veja orçamento da construção das estações

Por Mariana Siqueira
Edição 41 - Agosto/2014

Divulgação: Secretaria de Trânsito, Transportes e Divulgação: Secretaria de Trânsito, Transportes e
Estação de Integração Imigrantes  
Divulgação: Secretaria de Trânsito, Transportes e Divulgação: Secretaria de Trânsito, Transportes e
Estação Principal de Integração Floresta  

A cidade gaúcha de Caxias do Sul está em franco processo de reestruturação de seu sistema de transporte coletivo: a rede de ônibus urbanos está sendo organizada por meio da criação de linhas coletoras - que circulam por um anel viário perimetral - e de linhas troncais - que concentram e otimizam as viagens pelo centro da cidade. O projeto vem saindo do papel ano após ano, e ganha fôlego com a inauguração das primeiras duas estações principais de integração e de algumas estações de parada.

A ideia de fazer um anel viário ao redor dos bairros mais centrais surgiu ainda na década de 1990 e foi levada a cabo anos depois, no começo dos anos 2000. Partes da rodovia existente foram aproveitadas e conectadas com a construção de novos trechos que, juntos, completaram o circuito viário perimetral. Com ele, foram disponibilizadas linhas de ônibus circulares que coletam passageiros provenientes de diferentes bairros periféricos e os distribuem ao longo do anel viário e de dois eixos perpendiculares que cruzam o centro da cidade.

São oito as linhas: cada uma delas transita por um semicírculo e um eixo central, em sentidos horário e anti-horário. Com isso, o número de ônibus que passam pelo centro diminuiu - mas não muito, já que a frequência dessas linhas não é tão alta.

Troncalização
A grande aposta da prefeitura para retirar o excesso de ônibus do centro é a troncalização das linhas. Com ela, os passageiros advindos de bairros periféricos irão descer em estações estrategicamente locadas ao longo do anel perimetral para, ali, trocar de ônibus - pegando veículos maiores, com trajetos menores - que viajarão direto rumo ao centro, sem circular. Além de enxugar a frota nos bairros centrais, a novidade deve ainda aumentar a frequência das linhas alimentadoras nos bairros, ao reduzir a distância por elas percorrida.

Pesquisas do tipo origem/destino e embarque/desembarque, encomendadas à Oficina Consultores - que, muito mais que o diagnóstico, desenvolveu diretrizes de planejamento para o transporte de Caxias do Sul - serviram de base para a elaboração da meta total de dez novas estações de integração.

As estações inaugurais, Imigrantes e Floresta, estão sendo construídas junto ao rodoanel em pontos a leste e a oeste do centro, respectivamente. À maneira de polos, permitirão que as primeiras linhas troncalizadas passem a operar com trajetos lineares entre elas, sobre faixas exclusivas que, em breve, terão seu pavimento trocado de asfalto para concreto rígido, garantindo, assim, menor demanda por manutenção.

O município obteve verba para as obras junto ao Ministério das Cidades. "Não é difícil conseguir recursos federais quando o assunto é transporte coletivo, mas tem que ter o projeto completo, com orçamento", explica Adair Bianchi, diretor técnico da Secretaria de Trânsito, Transportes e Mobilidade de Caxias do Sul. As próximas duas estações, a serem construídas a Norte e a Nordeste da cidade, estão em fase de contratação do projeto executivo e contarão com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).


Implantação da estação principal de integração Floresta

Elevação frontal da estação central secundária
Cinco paradas de ônibus existentes no centro de Caxias do Sul estão sendo substituídas pelo novo modelo, caracterizado por estrutura metálica em perfis tubulares de seção circular. A distância entre os apoios verticais é de 1,25 m e o intervalo entre eles pode contar com banco, apoio para descanso ou simplesmente ser deixado livre para circulação


PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | Próxima >>