Estádio Beira-Rio | Infraestrutura Urbana

Equipamentos Públicos

Obra - Beira-Rio

Estádio Beira-Rio

Modernização do estádio do Internacional de Porto Alegre inclui cobertura metálica com módulos em forma de folhas e demolição da antiga arquibancada

Por Bruno Loturco
Edição 39 - Junho/2014

Capacidade: 50.018 pessoas
Localização: Porto Alegre
Valor da obra: R$ 330 milhões


Divulgação: Portal da Copa

No novo Beira-Rio, a arquibancada avançou 15 m e agora a torcida chega a ficar a apenas 9,7 m de distância do campo. Foi necessário demolir a arquibancada inferior e recriar a estrutura com elementos pré-fabricados. Assim, os degraus, que antes tinham 64 cm de largura e abrigavam torcedores em pé, agora têm 85 cm.

Se antes a estrutura se apoiava sobre aterro compactado, impossibilitando o uso da área abaixo dela, agora o estádio ganhou 16 mil m², onde foi criado um anel de circulação para o público, com lounges, camarotes, bares e sanitários.

A antiga marquise de concreto, que cobria aproximadamente um terço da arquibancada superior, foi quase que totalmente serrada e retirada com guindastes. Apenas os primeiros 4 m foram mantidos e servem de base para 55 skyboxes, camarotes acima da arquibancada superior com capacidade para 1.320 pessoas.

O destaque da reforma é a cobertura, composta por 65 módulos em formato de folhas que revestem o estádio. Sua estrutura metálica, que consumiu 3.800 t de aço, é independente do corpo do estádio, com apoio a 8,5 m da fachada e projeta-se em balanço mais de 40 m para dentro do estádio sobre as arquibancadas, cobrindo torcedores, rampas, escadas e portões de acesso. Os 56 mil m² de PTFE, membrana tensionada feita de compósito de fibra de vidro com teflon, fazem a vedação da edificação.

Para o diretor da Hype Studio Arquitetura, arquiteto Fernando Balvedi, o maior desafio do projeto do estádio foi transformá-lo em um ícone arquitetônico. "Cobrir o Beira-Rio era um sonho antigo do Internacional, e a grande inovação foi a cobertura, com geometria complexa. Na época que apresentamos esse projeto, em 2007, foi a primeira estrutura proposta utilizando uma membrana tensionada PTFE no Brasil", relembra.

Revestida de folhas

Divulgação: Portal da Copa Divulgação: Portal da Copa Divulgação: Portal da Copa
Cada um dos 65 módulos da estrutura metálica da cobertura apoia-se a 8,5 m da fachada do Beira-Rio e avança, em balanço, mais de 40 m estádio adentro, cobrindo todos os acessos e assentos. Além disso, melhora a propagação do som da torcida no interior da arena



Cadeiras são retráteis, têm rebatimento automático e resistência a impactos e fogo. Com área total de 12.330 m², arquibancada inferior abriga mais de 23 mil espectadores, com 228 assentos para pessoas com mobilidade reduzida e pessoas em cadeira de rodas e acompanhantes



Vedação da cobertura do Beira-Rio leva 56 mil m² de PTFE, membrana tensionada feita de compósito de fibra de vidro com teflon. Material possui características autolimpantes e, segundo fabricante, é limpo com a água da chuva. Vida útil é estimada em 35 anos



Divulgação: Portal da Copa Divulgação: Portal da Copa
Captação da água da chuva será feita na cobertura por 20 módulos. De lá, água será levada a cisternas e reservatórios para reaproveitamento em sanitários, gramado, jardins e limpeza de áreas externas



Campo tem dimensões exigidas para partidas internacionais - 105 m x 68 m. Gramado é constituído de sistema híbrido de grama natural reforçada com fibras elásticas, com drenagem a vácuo
Divulgação: Portal da Copa Divulgação: Portal da Copa
Cobertura abriga sistemas de som e iluminação do campo, que conta com sistema que garantirá iluminação uniforme em todo o gramado, além de permitir projeções da luz vermelha na superfície da membrana


Com a demolição do nível inferior de arquibancadas, originalmente sobre aterro, estádio ganhou 16 mil m² para camarotes, bares e restaurantes. Novos assentos, por sua vez, ficam a menos de 10 m do campo e degraus têm 85 cm de largura, mais do que exigido pela Fifa

DADOS DA OBRA

Terreno: 150 mil m²; Área construída: 108 mil m²; Concreto: 26 mil m³; Aço: 1.530 t; Estrutura metálica: 752 t; Área da cobertura: 25 mil m²; Estrutura metálica da cobertura: 3.233 t; Membrana tensionada: 56 mil m²; Fachada: 8.400 m².

FICHA TÉCNICA

PROPRIETÁRIO - Sport Club Internacional/ SPE Holding Beira-Rio S/A; PROJETOS - Projeto arquitetônico: Hype Studio Arquitetura; Projeto executivo: Santini e Rocha Arquitetos; Projeto de estruturas (concreto e metálica): Simon Engenharia; Projeto hidrossanitário e projeto elétrico: FB Assessoria e Projetos - Engenheiro Renato Porto; Projeto de automação e sistemas especiais: Jugend Controle Predial; Projeto de climatização: Sistema Engenharia; Projeto de prevenção contra incêndios: Combat; Projeto luminotécnico: Peter Gasper Lighting Design; Certificação Leed: CTE; Membrana tensionada: Hightex; Terraplanagem/drenagem: AG; Arcondicionado: Engenheiros Sergio Gobatto e João Henrique Kirsten - Carrier; Luminotécnica: Peter Gasper Associados - Arquitetos Peter Gasper e Paulo Koch; Urbanização e paisagismo: Kucha. CONSTRUÇÃO - Construtora Andrade Gutierrez; FORNECEDORES - Concreto: Simon; Aço: Sulmetal; Cobertura: Hightex; Prémoldados: Cassol/Andretta/BPM; Elevadores: ThyssenKrupp Elevadores.