1) Blindagem de valas | Infraestrutura Urbana

Fundações e Contenções

1) Blindagem de valas

Veja como funciona o escoramento de valas com módulos metálicos

Edição 34 - Janeiro/2013
 

O escoramento de valas é feito para evitar desmoronamentos em condições instáveis de solo, apoiando as paredes laterais do maciço com elementos travados. Uma das formas de escoramento é a blindagem, feita com módulos constituídos por duas paredes metálicas conectadas entre si por estroncas. As estroncas mantêm o sistema rígido, garantindo assim a continuidade da escavação e a proteção dos profissionais que acessam a vala.

A blindagem de valas é um procedimento de escoramento de rápida execução, já que os módulos são pré-fabricados e simples de serem montados. A blindagem pode ser usada tanto como reforço da vala em situações de reparo quanto em escavações novas. As paredes dos módulos são fornecidas, em geral, em tamanhos padronizados. O conjunto pode ser travado por estroncas estáticas ou ajustáveis.

Os módulos costumam ser montados no próprio canteiro da obra e podem, em alguns casos, ultrapassar 5 t. Por isso, o içamento é feito com equipamentos - costuma-se usar a própria escavadeira para içar os módulos. Veja os componentes de uma blindagem e um uso típico desse escoramento.

 

DANIEL BENEVENTI

Clique aqui para ampliar a imagem

 

1- Paredes
As paredes da blindagem são compostas por chapas de metal (alumínio, no caso de escoramentos leves, e aço são os materiais mais usados). As chapas ficam posicionadas nas laterais da escavação, promovendo propriamente a contenção. Normalmente são fornecidas em tamanhos pré-definidos por seus fabricantes: costumam variar entre 1,5 m e 3 m (altura) e entre 5 m e 7 m (comprimento).

2 - Estroncas para travamento
Há estroncas estáticas e estroncas telescópicas (pneumáticas). As estáticas não permitem a mudança da largura do escoramento. Já as pneumáticas podem ser ajustadas caso a caso, modificando a largura do módulo. As estroncas são fixadas nas paredes por meio de pinos, grampos ou encaixes - a forma de fixação segue padrões projetados segundo cada fabricante, por isso paredes e estroncas devem ser compatíveis.

3 - Montagem
Após a montagem do conjunto no próprio canteiro de obra, segue-se a blindagem concomitante à escavação.

3.1 - Posicionamento da blindagem
Inicialmente é feita uma escavação rasa, que pode variar em profundidade conforme as condições do solo (não costuma ultrapassar 50 cm), na largura definitiva da vala. O módulo é posicionado nessa escavação.

3.2 - Encaixe da blindagem
A escavadeira aprofunda a vala, operando por dentro da própria blindagem e retirando a terra até se atingir a profundidade solicitada pelo projeto. Caso o solo seja muito firme e o módulo de blindagem não esteja descendo por gravidade, força-se a descida das paredes da blindagem com as costas da caçamba da escavadeira. Eventualmente, alguns projetos mais profundos de escavação podem exigir a inserção de outro módulo de blindagem acima do módulo inserido inicialmente - nesses casos, eles devem ser travados entre si.

4 - Prosseguimento da escavação
Após as devidas operações na vala (como o assentamento de uma tubulação, por exemplo), em alguns casos, o módulo pode ser imediatamente retirado - normalmente, já é feita então a cobertura do trecho escavado com terra. O processo pode ser novamente iniciado com a escavação de trecho subsequente da vala e com nova operação de blindagem.

Por Rodnei Corsini

1) Blindagem de valas - Veja como funciona o escoramento de valas com módulos metálicos

 

Destaques da Loja Pini
Aplicativos
Agenda Ver mais
de 27/08/2014 a 30/08/2014

23ª Feira de Imóveis do Paraná

de 25/08/2014 a 31/08/2014

Semana da Impressão 3D

de 02/09/2014 a 03/09/2014

Curso Básico de Orçamento de Obras

de 02/09/2014 a 04/09/2014

Construmetal 2014