Ginásio poliesportivo | Infraestrutura Urbana

Equipamentos Públicos

Ginásio poliesportivo

A especificação e o dimensionamento corretos de cada subsistema possibilitam construção adequada à múltiplas modalidades esportivas. Veja referenciais de projeto

Por Simone Sayegh
Edição 3 - Maio/2011

Paredes
As paredes devem ser à prova de impactos de bola e de fácil manutenção. Devem possuir superfície plana, lisa e fechada, regras que também se aplicam à instalação de aparelhos ou quaisquer elementos salientes (termostatos, tomadas de parede etc.), os quais serão permitidos somente na parte inferior da parede. O grau de reflexão das paredes, portas e elementos divisórios não pode ultrapassar 0,45, e a escolha da cor das paredes deve ser determinada de forma a proporcionar contraste adequado à cor da bola. As portas devem abrir para fora e suas ferragens não devem ser salientes.

Estrutura, pé-direito e cobertura
As estruturas de sustentação das arquibancadas podem ser executadas em concreto ou metal, geralmente em sistemas de pórticos. As distâncias ideais entre um pórtico e outro variam entre 7,5 m e 9 m. "Distâncias erradas causam problemas nos dimensionamento dos degraus, já que a altura de cada degrau corresponde a uma altura da viga do sistema", explica Mello. Também deve-se conjugar o dimensionamento dos pórticos com a quantidade de lugares da arquibancada, e o ideal é escolher uma distância múltipla de 50 cm porque é a cada 50 cm que se coloca uma cadeira.

Cada modalidade exige um pé-direito específico. A altura mínima é de 7,50 m - jogos de tênis necessitam de 12 m de altura no centro da quadra. A cobertura deve garantir livremente esse pé-direito, e atender a requisitos de estanqueidade de água e som. Deve-se pensar também em trilhos, barras e estruturas na cobertura, com pontos de fixação para eventuais cabos de aço, iluminação extra em eventos não esportivos etc.

Áreas de apoio
A sala de administração deve estar localizada de tal modo que a área de jogo, placar e relógio de tempo sejam claramente visíveis durante as partidas. Para o depósito de material esportivo, recomenda- se um tamanho de boca (entrada do elefante) de cerca de 6 m de largura por 4,50 m de altura, que garanta estoque de material esportivo, cadeiras extras e equipamentos de manutenção.

Nos vestiários, as áreas secas e molhadas devem estar separadas. O jogador deve entrar em uma área de controle, passar para a área de armários e bancos e depois acessar área molhada com separação entre bacias e mictórios, e chuveiros. "Nunca se deve passar pela zona de bacias e mictórios para se chegar à área de chuveiros", explica Mello. O piso deve ser de um material antiderrapante que possibilite limpeza. As dimensões do vestiário devem se basear no número de indivíduos que utilizam área e nos programas de atividades a serem planejados para a instalação como um todo. Uma regra prática geral recomenda um mínimo de 1,80 m² de área por pessoa, apenas para a troca de roupa.

Pisos e bases por tipo de uso

Confira as bases e os tipos de piso para revestimento das áreas esportivas. As informações foram reunidas com base no Manual do Escopo de Contrata ção de Infraestrutura Esportiva , organizado pela Abriesp (Associação Brasileira da Indústria do Esporte).

QUADRAS EXTERNAS
Bases do piso: concreto, asfalto e agregados.
Tipos de revestimento: acrílico, poliuretano, pré-fabricados em placas e mantas, saibro e areia, grama sintética.

QUADRAS COBERTAS
Bases do piso: concreto, asfalto e agregados.
Tipos de revestimento: poliuretano autonivelante com ou sem camada amortecedora de impactos, pré-fabricados, assoalhos flutuantes em madeira, base asfáltica com revestimento acrílico, saibro (para tênis), e grama sintética.

GINÁSIOS
Base do piso: concreto, prevendo impermeabilização, acabamento da superfície, juntas de dilatação, planicidade e sobrecargas.
Tipos de revestimento: poliuretano autonivelante com ou sem camada amortecedora de impactos, pré-fabricados, e assoalhos flutuantes em madeira.

CAMPOS ESPORTIVOS
Base do piso: pode ser de granulado e borracha.
Tipos de revestimento: grama sintética ou natural.(Não há necessidade de base).


PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2 | 3 | 4 | Próxima >>