Fundação com tubulões | Infraestrutura Urbana

Fundações e Contenções

Fundação com tubulões

Perfuração profunda usada na construção de pontes e viadutos exige atenção à compatibilidade do material de base com a tensão de projeto adotada e a instabilidade do solo. Saiba como inspecionar o serviço

Por Melina Fogaça
Edição 20 - Novembro/2012
Fotos: Divulgação Sete Engenharia
Tubulões a ar comprimido usados na construção dos pilares de sustentação de duas pontes da Linha Verde, em Curitiba

A execução de fundações com tubulões é indicada especialmente para obras com cargas consideradas elevadas (acima de 3 mil kN), - como, por exemplo, pontes, viadutos e prédios de grande porte - para solos com presença de lençol freático e que apresentam riscos de desabamento.

Os tubulões são elementos de fundação profunda em concreto moldado in loco que transmitem as cargas estruturais para os solos de maior capacidade de suporte. Consistem no encamisamento da estrutura do fuste com anéis de concreto ou tubos de aço. Podem ser a céu aberto, com e sem escoramento, e a ar comprimido, com revestimento metálico ou de concreto.

Fotos: Divulgação Sete Engenharia Fotos: Divulgação Sete Engenharia
Acima operários fazem o alargamento da base. Ao lado e abaixo fotos mostram escavação mecânica do fuste
Fotos: Divulgação Sete Engenharia

"Os elementos de fundação em concreto moldado in loco (tubulões a céu aberto) são obtidos por meio do preenchimento com concreto de escavações no terreno, previamente executadas, de seção circular e formato cilíndrico (fuste, base e tronco cônica)", explica o gerente técnico e de planejamento da Progeo Engenharia e especialista em fundação pesada e geotecnia, Luiz Antonio Naresi Jr.

Já os tubulões pneumáticos têm a função de transmitir as cargas estruturais para solos de maior capacidade de suporte situados em locais que apresentam maiores profundidades, sendo caracterizados por seção transversal, o que permite a escavação interna, com entrada de pessoal em seu interior.

Quando os tubulões são escavados manualmente, podem ser dotados de base alargada tronco-cônica - sendo então executados acima do nível d'água, natural ou rebaixado. O modelo também se aplica a casos especiais em que abaixo do nível da base seja possível bombear a água, sem que haja possibilidade de desmoronamento ou perturbação no terreno de fundação.

Seja qual for a tecnologia (in loco ou a ar comprimido), os tubulões permitem a inspeção do solo ou da rocha na fundação, na cota de abertura de base. De acordo com o diretor técnico da GeoCompany, Roberto Kochen, a utilização do sistema é uma vantagem em relação a elementos de fundação profunda em que o controle é apenas indireto, como, por exemplo, as estacas pré-moldadas.

PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | Próxima >>
Destaques da Loja Pini
Aplicativos