BNDES aprova fundo para incentivar projetos de infraestrutura sustentáveis | Infraestrutura Urbana

Meio ambiente

Notícias

BNDES aprova fundo para incentivar projetos de infraestrutura sustentáveis

Banco prevê cerca de R$ 3,8 bilhões em emissões de debêntures nos próximos 18 meses, sendo R$ 1,7 bilhões somente em energia eólica

Luísa Cortés, do Portal PINIweb
5/Dezembro/2016
Pixabay

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou na última quarta-feira (30) a criação do seu Fundo de Energia Sustentável, que deverá investir em debêntures incentivadas de projetos de infraestrutura, com prioridade em ativos relacionados a uma economia de baixo carbono. Cumprindo o artigo 3º da Lei 12.431, haverá isenção para investidores pessoa física.

O fundo contará com patrimônio de R$ 500 milhões e prazo de 15 anos. Sua gestão será privada, com participação máxima de 50% da BNDESPAR como cotista, além de ser o primeiro parceiro da Climate Bonds Initiative, uma iniciativa brasileira sem fins lucrativos que incentiva a criação de instrumentos financeiros de apoio a soluções de mudanças climáticas.

O banco prevê cerca de R$ 3,8 bilhões em emissões de debêntures de projeto, sendo R$ 1,7 bilhões em energia eólica, nos próximos 18 meses. Os investidores do fundo terão acesso a uma carteira diversificada, gerida por um profissional. Os títulos a serem adquiridos deverão ser de projetos de investimento em energia financiados prioritariamente pelo BNDES, com garantias reais compartilhadas com o banco.

O processo seletivo para o gestor do fundo deve ser concluído até o fim de março de 2017, com previsão para início da operação até julho. O edital de seleção do gestor pode ser conferido aqui. 

Destaques da Loja Pini
Aplicativos