Projeto brasileiro de saneamento elaborado em BIM vence premiação internacional

Projeto brasileiro de saneamento elaborado em BIM vence premiação internacional

A Bentley Systems anunciou durante a Conferência Year in Infrastructure 2017 realizada em outubro em Cingapura os 17 vencedores do Prêmio Be Inspired 2017, que visa reconhecer projetos de infraestrutura que utilizam a tecnologia Building Information Modeling (BIM) para aperfeiçoar a entrega e o desempenho de ativos.

Na categoria Avanços BIM em Redes de Água, Esgoto e Drenagem, o ganhador mundial foi o brasileiro o Plano Diretor para Sistema de Tratamento de Esgoto com Cenário para 2041 na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, da Aegea. De acordo com a empresa, a modelagem usada para projetar a expansão da rede permitirá garantir a eficiência da operação do sistema de esgotos, a efetividade dos investimentos e “contribuirá para a melhoria da qualidade de vida da população local, pela diminuição do número hospitalizações por doenças diarreicas e recuperação do sistema ecológico da Lagoa de Araruama, com impacto direto na economia da região”.

Ler mais

Projetos para estações elevatórias de esgoto em Santa do Parnaíba, em São Paulo, são desenvolvidos em BIM

Projetos para estações elevatórias de esgoto em Santa do Parnaíba, em São Paulo, são desenvolvidos em BIM

O Construtivo e a JHE, empresas de consultoria e tecnologia no setor de engenharia e construção, desenvolveram para a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) o projeto em Building Information Modeling (BIM) de duas estações elevatórias de esgoto na região de Santana do Parnaíba, em São Paulo.

“Seguindo essa modelagem em todas as suas etapas – concepção, projetos básico e executivo e execução da obra, os empreendimentos terão qualidade de construção, prazo e custos compatíveis com o que foi previsto. Temos a consciência de que como empresa gerenciadora, devemos nos preparar para acompanhar a evolução dos processos técnicos de elaboração de projetos e execução de obras e com isso melhor atender as necessidades dos clientes”, explicou o engenheiro da JHE, Orlando Cassettari.

Ler mais

ETE Barueri, na Grande São Paulo, inicia segunda etapa de ampliação de capacidade

ETE Barueri, na Grande São Paulo, inicia segunda etapa de ampliação de capacidade

A Construtora Passarelli, empresa que atua na área de infraestrutura, anunciou o início da segunda etapa de ampliação da capacidade da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) de Barueri, na Grade São Paulo. Com previsão de entrega para outubro de 2018, a obra permitirá o aumento da capacidade de 12 mil litros para 16 mil litros de esgoto por segundo.

Com investimento de R$ 390 milhões pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) a estação de tratamento é a segunda maior da América Latina, sendo capaz de retirar atualmente, 216 milhões de litros por dia do Rio Tietê e do Rio Pinheiros, devolvendo 2,5 mil litros de água tratada por segundo.

Ler mais

CNI simplificação do uso do FGTS em investimentos na área de saneamento

CNI simplificação do uso do FGTS em investimentos na área de saneamento

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) acaba de divulgar o estudo inédito “Investimentos em Saneamento com Recursos do FGTS – Uma Agenda de Simplificação e Otimização”, que defende a simplificação do acesso aos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para investimentos em saneamento no País.

Com 64 páginas, a pesquisa mostra as regras vigentes para a contratação dos recursos do FGTS por meio das empresas públicas e privadas, bem como todas as limitações que essas diretrizes proporcionam à expansão das redes de esgoto, atual setor com o maior déficit da infraestrutura brasileira.

Ler mais

Ministro inaugura novo trecho da transposição do Rio São Francisco, em Pernambuco

Ministro inaugura novo trecho da transposição do Rio São Francisco, em Pernambuco

Na última segunda-feira (11), o ministro da Integração Nacional do Brasil, Helder Barbalho, inaugurou o novo trecho do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco, abrindo as comportas para a chegada da água no primeiro reservatório, o Tucutu, na cidade de Cabrobó, em Pernambuco. O local fica a sete quilômetros da primeira estação de bombeamento (EBI-1).

O Eixo Norte terá investimento total de R$ 132 milhões em 140 km e passará pelos municípios de Cabrobó, Salgueiro, Terra Nova e Verdejante, em Pernambuco e a cidade de Penaforte, no Ceará, beneficiando cerca de 7,1 milhões de habitantes em 223 municípios do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, sendo 4,5 milhões na região Metropolitana de Fortaleza.

Ler mais

Obras de saneamento no Paraná receberão R$ 92 milhões

Obras de saneamento no Paraná receberão R$ 92 milhões

O estado do Paraná terá financiamento de R$ 92 milhões para obras de saneamento em 19 municípios. O anúncio foi feito durante encontro do ministro das Cidades, Bruno Araújo, o governador do Paraná, Beto Richa, e o diretor-presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Mounir Chaowiche, nesta terça-feira (15).

Serão beneficiadas as cidades de Paraíso, Ivaiporã, Londrina, Santo Inácio, São João do Triunfo, Agudos do Sul, Altônia, Curitiba, Pinhais, São José dos Pinhais, Imbituva, Itaperuçu, Prudentópolis, Campo Magro, Araucária, Almirante Tamandaré, Quatro Barras, Campo Largo e Mandirituba.

Ler mais

Escolhido consórcio que vai estudar o processo de desestatização da Cedae, no Rio de Janeiro

Escolhido consórcio que vai estudar o processo de desestatização da Cedae, no Rio de Janeiro

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou na última terça-feira (15) que o consórcio composto pelo Banco Fator S/A, Concremat Engenharia e Tecnologia S/A e Vernalha Guimarães & Pereira Advogados Associados foi o vencedor da licitação para a escolha da consultoria que vai estudar a desestatização da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) do Rio de Janeiro.

Realizado por meio de pregão eletrônico, a concorrência recebeu um lance de R$ 6,787 milhões do grupo, o equivalente a 75,12% de deságio em relação ao valor máximo estimado pelo BNDES, de R$ 27,273 milhões. Após a assinatura do contrato, que deverá acontecer nas próximas semanas, o consórcio terá sete meses para conclusão de seus trabalhos.

Ler mais