Governo do Distrito Federal autoriza início da reforma do Museu de Arte de Brasília

Governo do Distrito Federal autoriza início da reforma do Museu de Arte de Brasília

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, autorizou na última terça-feira (24) o início da reforma do Museu de Arte de Brasília (MAB), que está fechado há 10 anos por recomendação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. A Engemil será a empresa responsável pelas intervenções orçadas em R$ 7.698.574,15.

Os recursos são provenientes do Banco do Brasil e da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), fazendo parte do programa Lugar de Cultura, que prevê a recuperação de espaços culturais no Distrito Federal.

Ler mais

Governo de São Paulo abre chamamento público para concessão do Ceagesp

Governo de São Paulo abre chamamento público para concessão do Ceagesp

O Governo de São Paulo publicou no Diário Oficial do Estado da última sexta-feira (6) o edital de chamamento público para a modelagem da licitação e o estudo de alternativa de localização do novo Ceagesp. O objetivo é que a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo tenha melhor facilidade de acesso e de distribuição dos produtos comercializados no local.

As empresas que participarem da concorrência deverão procurar áreas próximas ao Rodoanel Mário Covas com acessos já existente, visando a facilitação da distribuição dos produtos comercializados no Novo Centro de Abastecimento Alimentar (Novo Ceasa). Atualmente, o Ceagesp é localizado na Lapa e chega a receber sete milhões de toneladas de alimentos por ano.

Ler mais

Data center é construído em apenas sete meses na Grande São Paulo

A fundação executada em sistema de hélice contínua e estacas moldadas in loco recebeu as peças de concreto pré-moldado

Sete meses foi o tempo necessário para ser erguido o primeiro data center da Odata, empresa especializada em infraestrutura para servidores de distribuição de dados em larga escala. Localizado em Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo, o empreendimento foi construído dentro do prazo graças à escolha do método construtivo com peças pré-moldadas, além do esforço de uma equipe que envolveu 1.498 profissionais ao longo de todo o período de projeto e edificação. Ao todo, foram investidos R$ 400 milhões.

Ler mais

Nove empresas se interessam por concessão do Complexo Desportivo do Ibirapuera, em São Paulo

Nove empresas se interessam por concessão do Complexo Desportivo do Ibirapuera, em São Paulo

O Governo de São Paulo publicou na última sexta-feira (18) no Diário Oficial do Estado a autorização para a realização do estudo de concessão do Complexo Desportivo Constâncio Vaz Guimarães (Ibirapuera) por parte das nove empresas que manifestaram interesse na licitação. As propostas de gestão técnica, econômica e de obras deverão ser entregues nos próximos 60 dias.

Se interessaram no chamamento público: GL Events Centro de Convenções S.A.; Unyco Marketing Esportivo Ltda.; T4F Entretenimento S.A.; Arena Assessoria de Projetos Ltda.; Capital Live Gerenciadora de Eventos Ltda.; ESM Participações e Consultoria Ltda.; Consórcio Pyau Ibirapuera; DC SET Shows e Entretenimento Ltda.; e AEG Administração de Estádios do Sudeste Ltda.

Ler mais

Valetadeira permite instalar em apenas 18 dias, aproximadamente, 2.000 m de cabeamento de fibra ótica (DDG) para levar sinal de telefonia à região da Ilha do Governador (RJ)

Valetadeira permite instalar em apenas 18 dias, aproximadamente, 2.000 m de cabeamento de fibra ótica (DDG) para levar sinal de telefonia à região da Ilha do Governador (RJ)

O prazo só foi cumprido graças à aquisição de uma valetadeira com roda de corte, capaz de abrir microvalas (ou valetas) de pequenas larguras. A obra foi realizada em julho de 2016, poucos dias antes do início dos Jogos Olímpicos.

Antes da implantação dos cabos e da abertura das valas, a RLP Engenharia teve que ser muito rigorosa na fase inicial do projeto, uma vez que o equipamento utilizado (o modelo RTX 550, da marca Vermeer) corta tudo o que passa na frente, inclusive outras redes subterrâneas. “A gente fez um levantamento cadastral dessas redes existentes, buscando os registros junto às concessionárias de energia, de esgoto e de telecomunicações”, explica Thiago Cardoso, diretor executivo da empresa.

Ler mais

Disco giratório dentado de 1,2 m de diâmetro consegue abrir valas de até 60 cm de profundidade com rapidez. Veja como funciona uma valetadeira

Disco giratório dentado de 1,2 m de diâmetro consegue abrir valas de até 60 cm de profundidade com rapidez. Veja como funciona uma valetadeira

A solução de abertura de valas utilizada na obra da Ilha do Governador foi a valetadeira RTX 550, da Vermeer, que chegou ao Brasil no segundo semestre de 2015. Na ocasião, a RLP Engenharia fez a compra para viabilizar a demanda de obras que tinha com a proximidade dos Jogos Olímpicos. “Foi um equipamento que nos salvou, literalmente. Sem ele, não sei se a gente teria conseguido ter êxito em todos os projetos”, explica Thiago Cardoso, diretor da RLP. Quando a empresa adquiriu o equipamento, fez isso também pensando na nova tecnologia de microdutos e microcabos, que na época ainda não havia sido homologada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). “A gente fez a compra pensando no futuro, justamente para ser o pioneiro na tecnologia, e hoje de fato somos”, conta o diretor, contente com a escolha do equipamento. Hoje em dia, a aplicação para microduto já é utilizada e confere uma boa vantagem, ao se considerar as interferências físicas encontradas pelo caminho.

Ler mais

Com 1.500 funcionários trabalhando ao mesmo tempo e 5.000 toneladas de aço empregadas, a obra do novo Terminal de Passageiros do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, atingiu feitos inéditos na história da construção civil no País

Com 1.500 funcionários trabalhando ao mesmo tempo e 5.000 toneladas de aço empregadas, a obra do novo Terminal de Passageiros do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, atingiu feitos inéditos na história da construção civil no País

Primeira obra de aeroporto totalmente concebida com estrutura metálica no Brasil, o Terminal de Passageiros Número 2 do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, foi erguido num prazo mais curto do que o padrão. Foram necessários apenas 14 meses para levantar a estrutura e colocar o terminal em funcionamento.

O método construtivo com estrutura metálica de aço foi fundamental para o cumprimento do prazo. Isso porque as peças, elaboradas pela Codeme Engenharia, chegavam prontas para serem instaladas na obra, evitando que precisassem ser confeccionadas no canteiro. ‘As peças já vinham preparadas da fábrica com a primeira pintura. Então, era praticamente montar e fazer o complemento das estruturas’, explica Guilherme Barbosa, diretor de operações da Racional Engenharia, empresa responsável pela execução da obra, que atua há 46 anos no setor de construção civil e tem mais de 600 obras realizadas no território nacional. Ler mais